Dolo Eventual

David Afonso
[Porto]
Pedro Santos Cardoso
[Aveiro/Viseu]
José Raposo
[Lisboa]
Graça Bandola Cardoso
[Aveiro]


Se a realização de uma tempestade for por nós representada como consequência possí­vel dos nossos textos,
conformar-nos-emos com aquela realização.


odoloeventual@gmail.com


Para uma leitura facilitada, consulte o blogue Grandes Dramas Judiciários

Visite o nosso blogue metafísico: Sísifo e o trabalho sem esperança

O Dolo Eventual convida todos os seus leitores ao envio de fotografias de rotundas de todos os pontos do país, com referência, se possível, à sua localização (freguesia, concelho, distrito), autoria da foto e quaisquer dados adicionais para rotundas@gmail.com


Para uma leitura facilitada, consulte o blogue As Mais Belas Rotundas de Portugal


Powered by Blogger


Acompanhe diariamente o Dolo Eventual

terça-feira, setembro 15, 2009

Os Bobos

Comments on "Os Bobos"

 

Anonymous h. horta said ... (setembro 15, 2009 11:28 da tarde) : 

Bom... no caso de Manuela Moura Guedes e o seu jornal nacional, penso que ninguém nos últimos anos no mundo do áudio-visual contribuiu tanto para que toda a sociedade portuguesa pode-se dar valor ao facto o respeitinho ser uma coisa muito bonita.

 

Blogger Pedro Santos Cardoso said ... (setembro 16, 2009 11:41 da manhã) : 

Penso que partes de uma premissa errada: a de que se colocou comediantes a fazer o trabalho de jornalistas. Não se colocou comediantes a fazer o trabalho de jornalistas, nem os comediantes têm o dever da crítica: os comediantes fazem comédia - no programa em questão, chamemos-lhe uma comédia digestiva levezinha. Não têm qualquer obrigação de criticar: a crítica é para eles um direito e não um dever. No entanto, ainda que leve, podemos encontrar crítica por lá.

Por outro lado, não vejo por que o tratamento simpático e inconsequente possa ser objecto de reparo: assim como os comediantes em questão já foram consequentes (por exemplo, com o cartaz do PNR ou a imitação de MRS na questão do aborto), desta feita são inconsequentes. Dar a conhecer o lado mais descontraído dos candidatos pode até ter a sua utilidade.

E esta sujeição dos candidatos ao tratamento simpático e inconsequente de um programa de humor, não me parece revelar que a crítica só é permitida aos bobos da corte: revelaria, sim, se não houvesse crítica. Acontece que o governo é diariamente atacado e criticado em todas as frentes (mesmo dentro do PS). No entanto, parte-se de 1 ou 2 casos mediáticos para fazer uma generalização.

Quanto a incluir Manuela Moura Guedes no grupo dos críticos, discordo: incluiria MMG no grupo terroristas de carácter. E dão-se aqui por reproduzidas todas as frases de António Marinho e Pinto.

 

Blogger David Afonso said ... (setembro 16, 2009 2:09 da tarde) : 

E se fizesses um post?

 

Blogger José Raposo said ... (setembro 16, 2009 10:57 da tarde) : 

Eu estou com um Pedro na análise e com o david na análise e no pedido. Eu ia agora mesmo escrever algo muito semelhante porque tenho ficado com a ideia que se geraram expectativas sobre os gatos fedorentos em versão política claramente infundadas, de que seriam eles a resolver as eleições e não os debates, as entrevistas "sérias" ou os tempos de antena. Mas assim fico à espera que tu transformes este comentário em post :) Abraço

 

post a comment

Links to "Os Bobos"

Criar uma hiperligação