Dolo Eventual

David Afonso
[Porto]
Pedro Santos Cardoso
[Aveiro/Viseu]
José Raposo
[Lisboa]
Graça Bandola Cardoso
[Aveiro]


Se a realização de uma tempestade for por nós representada como consequência possí­vel dos nossos textos,
conformar-nos-emos com aquela realização.


odoloeventual@gmail.com


Para uma leitura facilitada, consulte o blogue Grandes Dramas Judiciários

Visite o nosso blogue metafísico: Sísifo e o trabalho sem esperança

O Dolo Eventual convida todos os seus leitores ao envio de fotografias de rotundas de todos os pontos do país, com referência, se possível, à sua localização (freguesia, concelho, distrito), autoria da foto e quaisquer dados adicionais para rotundas@gmail.com


Para uma leitura facilitada, consulte o blogue As Mais Belas Rotundas de Portugal


Powered by Blogger


Acompanhe diariamente o Dolo Eventual

quinta-feira, maio 10, 2007

A História da calçada que foi ganhar a vida para Espanha

Comments on "A História da calçada que foi ganhar a vida para Espanha"

 

Anonymous Carlos Dias said ... (maio 10, 2007 1:35 da tarde) : 

;)

 

Blogger JÚLIO SILVA CUNHA said ... (maio 11, 2007 3:34 da tarde) : 

David,
Já foste à avenida da ponte?Nem uma árvore e tudo lageado.
E já reparaste que os carris do eléctrico na Santa Catarina vão substituir a calçada "lisboeta" pelos famosos cubos s(c)inzas!!!
J.

 

Blogger David Afonso said ... (maio 11, 2007 5:24 da tarde) : 

Passo por lá todos os dias. A história da avenida da ponte é das mais caricatas. Quando se abriu a avenida, que rasgou o casario medieval da sé a ideia era que a abertura de um tunel seria demasiado dispendiosa. Lá se cometeu aquele que foi um dos crimes urbanisticos do século no Porto. Quando chegou o metro fez-se um tunel por baixo... da avenida! E para quê? Para nada, porque poderia ter passado perfdeitamente à superficie. Agora é uma avenida fantasma, sem árvores e com uns candeeiros desproporcionados. Totos.

 

post a comment

Links to "A História da calçada que foi ganhar a vida para Espanha"

Criar uma hiperligação